Querido Pai Natal,

 

Este ano portá-mo-nos todos muito bem. Ajudámos muitas famílias contribuindo para os seus rendimentos através das nossas propinas, do aluguer dos nossos quartos, do pagamento das nossas refeições e deslocações constantes a casa nos fins-de-semana. Não nos podemos esquecer que também gastamos muito dinheiro em livros, fotocópias e Internet, mas como é evidente, também temos algum tempo livre para ir passear um pouco com os colegas e amigos, beber uns copos até os bares fecharem e ir para casa de taxi.

No passado dia 1 de Novembro decorreu na Universidade de Évora o Dia Académico da Fome. O dia foi celebrado com um jejum logo pela manhã de todos os seus participantes, seguindo-se um Doutoramento Honoris Causa, discursos, gritos académicos e actuações dos grupos académicos e tunas da academia. Porém realizou-se um grandioso banquete na temida sala da "morgue" no Colégio do Espírito Santo onde só faltaram os grupos de estudantes que entraram em greve de fome por motivos religiosos e por respeito às comemorações do Dia Académico da Fome.

   Como tem vindo a ser prática corrente, todos os anos o Grupo Académico Seistetos promove, graças aos subsídios vindos da UE, um encontro entre Bichos nos Claustros do Colégio do Espírito Santo da Universidade de Évora também conhecida por BNA (Buraco Negro Alentejano).

   Este ano os objectivos do Encontro Anual de Bichos passam pela sua plena integração no meio ambiente (terrestre, aquático, aéreo e alcoólico) em que irão evoluir para uma espécie mais avançada de bicho: o caloiro.

No dia 3 de Junho pelas 5h da madrugada durante as preparações para a Grandiosa Açorda Académica, o Pau do Estandarte do Grupo Académico Seistetos atacou um elemento do grupo (ora, bolas). Enlouquecido por todo o cansaço acumulado e pressão causados pelo lançamento do segundo CD, o Pau do Estandarte não aguentou e acabou por agredir um lentrísco na zona superior da cabeça.

Das breves declarações que prestou, conseguímos concluir que o Pau do Estandarte não tencionava agredir ninguém. Apenas estava a comprovar os sons ocos produzidos pela cabeça dos lentríscos, diz ele que "Como não encontrei as baquetas do bombo, era este o único pau que tinha à mão...". Por fim, tudo acabou bem: o lentrísco desinfectou a ferida com um soro frutado que o Dr. Pingo Bácoro receitou e os dois continuam amigos.

Jovens cultos e bem parecidos procuram jovens de todas as idades e sexo, quanto mais pálidos melhor e de preferência  não dadores de sangue, para formar clã de vampiros na zona de Évora / Vendas Novas. Não queremos Edward Collens nem parvalhões de Afonsos Azevedos, queremos vampiros à séria como nós também. Se te queres juntar a nós vem ter à meia noite à rotunda do Rossio de S. Brás em Évora, parece que é tradição chuparem sangue por lá.

 

Fala-se em muitas queimas e pouco se fala da que é talvez a queima mais inflamável de sempre: a Queima dos Hospitais! Numa versão mais académica do Natal dos Hospitais, litros e litros de álcool etílico são usados para desinfectar ao contrário do que acontece noutros tipos de queimas. Durante uma semana todos os doentes hospitalizados, urgências, enfermeiros, médicos e outros serviços do funcionamento hospitalar são convidados a participarem nas actividades da queima.

 

COISAS QUE SE DEVE SABER ANTES DE ENTRAR NA FACULDADE:

1 - Não importa o quão tarde é a primeira aula, vais sempre dormir no seu decorrer

2 - Vais mudar completamente e nem sequer vais notar

3 - Aprendes que podes amar várias pessoas de maneira diferentes

4 - ALunos na faculdade também mandam aviões de papel durante as aulas

5 - Cada relógio no prédio indica um horário diferente

6 - Se eras inteligente no secundário... azar o teu!

Páginas