Saíram finalmente as colocações do Ensino Superior e o curso de Teto prepara a entrada de novos alunos nos seios da sua organização fraternal do amor à próxima. Para o fazer aspirámos o pó à sede, pedimos à D. Lurdes para limpar as obras de arte abstrata feitas pelos exímios projéteis líquidos dos nossos sapientes integrantes e preparámos com carinho aquela que vai ser para alguns a casa/sala de aulas/boîte/colinho da mamã durante um número de anos incerto entre 6 e 9.

Apesar de existir uma extensa lista de concorrentes, apenas alguns foram selecionados para entrar na 1ª fase do curso de Teto. A fasquia era alta pois na formação já se destacavam nomes de gabarito nacional, internacional e até alentejano como El Wally, Dr. Obama, Mr. Santana Lopes, Eng. Pato Conald ou Sir Bruce Lee .

Infelizmente o Grupo Académico Seistetos ainda não disponibilizou a lista de convocados 2013/2014 por ainda não ter conseguido processar toda a informação dos candidatos por ainda não termos encontrado o estado de embriaguez mínimo e por falta de preenchimento dos dados de campos importantes como sejam:

  • Grau de alcoolémia a partir do qual vira o barco;
  • Fruto preferido;
  • Preferência de seios grandes ou muito grandes;
  • Números de telefone de MILFs da santa terrinha;
  • Número de calçado;
  • Se o leitão sabe melhor frio ou quente;

Poderá ser ainda necessário fornecer dados facultativos e pouco importantes como: se sabe cantar, se toca algum instrumento e se gosta de ser um homem rijo que bebe vinho à homem rijo.

Mas nem tudo é positivo. É notória uma percentagem elevada de desistência ao longo do curso devido ao facto de não atingirem o nível mínimo de embriaguez exigido, um número de engates satisfatório ou simplesmente por não aguentarem a pressão de integrar um curso com tamanho prestígio.

Se ainda não te candidataste, a 2ª fase de candidaturas está agora oficialmente aberta, bastando enviar o teu nome, curso, idade e os dados acima mencionados (incluindo os facultativos) para seistetos@gmail.com.

Boatos correm que na Queima das fitas 2013, Seistetos irão aplicar a sua nova fórmula quase secreta. Fontes próximas da actual direcção afirmam que esta poção mágica surgiu por acaso, numa tarde de confraternização amena entre os elementos do grupo. Enquanto debatiam assuntos do foro académico, aspectos a melhorar na relação entre as tunas e perspectivas de futuro de alguns elementos como ponto em comum entre estes assuntos, eis que surgiu uma ideia…

A questão base era: Qual é o problema da bebedeira? A resposta: é a ressaca. O que causa então a ressaca? Dizem os peritos que são os conservantes aplicados ao vinho. Então eis a resposta: O grupo académico Seistetos desenvolveu um Vudu que faz com que os ditos conservantes apenas conservem, e não desbravem os cérebros dos estudantes na manhã seguinte.

Inquirimos então a nossa fonte acerca da forma como se entorpecem os ditos conservantes de modo a evitar a ressaca. Segundo o delator, o processo consta em cantar serenatas que o grupo académico desenvolveu ao longo dos anos, serenatas tão doces que fariam um pacote de açúcar morrer de diabetes! Os ditos conservantes perdem toda a eficácia nociva.

Quisemos saber então dos efeitos secundários associados a esta mistela, sendo que nos foi dada uma lista, reproduzi-la-emos seguidamente:

1- Vontade de comer morangos com chocolate derretido;

2- Vontade de passear na praia ao entardecer;

3- Vontade de pregar secas no pessoal acerca da importância da tradição;

4- Observar o por do sol com um cigarro pensativo;

5- Dar entrevistas com uma boina de pastor.

6- Pegar vacas com o “Mealheiro de fora”.

 

No entanto estes efeitos podem ser contra restados comendo um bitoque no fim da noite numa residência feminina.

Por fim o elemento delator enquanto limpava os óculos fundo de garrafa e se gabava de ser ele o génio por detrás do grupo lançou um repto: Venham provar o nosso elixir báquico afrodisíaco na queima, eu já provei e safei-me muito bem com umas centenas de miúdas…Ontem!

Numa rua pacata de Évora (ou não), onde todos os anos é promovida a maior açorda de Portugal com bacalhau pouco ou nada demolhado e sangria bem desinfectada, onde se encontra o lar de algumas das promotoras da famosa açorda e também a sede de alguns dos grupos de índole académica da UÉ, e de outros de índole ainda por definir.

A certa altura, quando todos pensavam que Ali Babá e aqueles que não chegam a 40 não passavam de uma história das Arábias, eis que estes resolvem aparecer em Évora para pregar umas partidas a estes grupos de índole académica - ou pelo menos a alguns deles. Juntaram-se então um grupo de 6 tetos e mais alguns para averiguar o porquê desta inesperada visita. Após alguns questionários aos seus camelos e de muitas horas de vôo em tapetes voadores, eis que este grupo de corajosos sabe o verdadeiro motivo da sua vinda: pois os Árabes - que outrora povoaram terras Eborenses - queriam reclamar do que há muito já fizeram parte - voltar a ser um grupo de índole académica e assim voltar a ter a atenção da academia eborense.

Ali Babá e os que não chegam a 40 decidem chamar a atenção com o seu famoso "Abre-te Sésamo", conseguindo abrir portas, paredes, cintos de castidade. Apesar de terem em sua posse esta potente "arma" que tudo abre, melhor que qualquer chave mestra, chave de fendas ou martelo, não obtiveram a tão desejada atenção muito por culpa de não dominarem bem a técnica do "Fecha-te Sésamo", pelo que decidiram voltar para terras do mar vermelho, para criar um líquido dessa mesma cor. Ainda assim, o grupo de 6 tetos e mais uns quantos não se dão por contentes e estão a frequentar um curso intensivo da técnica do "Fecha-te Sésamo" de forma a solucionar o problema causado por Ali Babá e aqueles que não chegam a 40.

 

Chegou o Outono e as aulas na UÉ já começaram. Não caem só as folhas das árvores, também caem de trombas às centenas pelas calçadas ancestrais da Muy Nobre cidade seres imundos e incultos conhecidos mormente de "bichos". Tais seres surgem pela primeira vez na universidade, totalmente desprovidos de saber académico, aparentam possuir vagos vislumbres de inteligência e sensatez sem razão aparente. Colocados frente a um computador portátil arrebitam as orelhas prontamente, qual burro a olhar para uma cenoura!
Dizem os peritos que a estes seres lhes é impossível desenvolver qualquer aprendizagem para além das meras reacções reptilianas ao meio que os rodeia... Uma investigação recente descobriu, porém, vestígios de aptidões para o manuseamento de tecnologia! Será uma evolução? Os estudos concluíram que uma possível resposta à resolução deste mistério poderá estar relacionada com uma elevada exposição dos sujeitos deste estudo aos protótipos de computadores para adultos, vulgo Magalhães. Não obstante, cedo se percebeu os efeitos prejudicais desta barbárie sobre estes seres imundos. Socialmente retraídos, os bichos aparentam ser um bloco de gelo desprovido de salvação. Na sua mesquinhez, coisa a que os bichos chamam de cérebro, surge no seio de um protótipo de um raciocínio dedutivo a indagação de qual brilhante e megalómana solução estarão os Senhores Estudantes a engendrar para consguir libertá-los da vida acéfala. 
Eis que surge no panorama da UÉ o Fantasma das Cuecas Rotas. Parte solução, parte problema. Invocado pelo reitor todos os anos comuns no dia da apresentação aos novos alunos ao quarto toque das nove badaladas do bronze da Sé Catedral, este ser mitológico, irá andar pelas ruas e vielas da romana cidade em busca do seu alimento preferido: BICHOS!

 

Hoje no dia 30 de Abril chegou a Évora uma troika composta por um leitão, uma vaca e uma cadela. A vaca é o elemento mais antigo desta troika sendo a substituição da burra dos Açores por esta mesma ter sido comida pelos elementos dos seistetos há 15 anos atrás aquando da sua deslocação à ilha Terceira.

 
O Grupo Académico Seistetos está a oferecer estágios profissionais em exorcismo na UÉ.
Autoridades antiterrorismo americanos alertaram este grupo de índole académica para a possibilidade de estar a albergar elementos possuídos por espíritos maus, também conhecido por “capeta”.
Incrédulos, a direção do GAS não valorizou os alertas das autoridades americanas deixando passar demasiado tempo até que se começaram a verificar sintomas de possessão em alguns dos seus elementos mais novos, também conhecidos por Lentríscos, levando mesmo alguns a caírem em desgraça e a passarem para o lado das trevas (Dark Side). Desde então, o GAS iniciou um programa de desbaratização, desratização e desinfestação de pragas não tendo o sucesso desejado, ou seja, parar os sintomas febris e as alucinações nos seus Lentríscos. A fim de evitar a propagação da praga, muitos foram postos em quarentena na cisterna do Colégio do Espírito Santo. 
Os sintomas de possessão verificados são:
  • Ténias;
  • Piolhos;
  • Tendência para cantar o tema “Madalena”;
  • Altivez e irascibilidade;
  • Avareza;
  • Automutilação genital;
  • Tendência para pedir requerimentos de mudança de sexo no Registo Civil.
Tendo em conta a gravidade da situação, o GAS, vem assim por este meio alerta toda a população da academia para se afastar de qualquer ser que evidencie tais sintomas e que o convide a juntar-se ao “Dark Side”.
Estudantes que conseguiram recuperar dos sintomas descreveram que se sentiram presos durante momentos numa paisagem infernal cheia de sodomizações coletivas, diarreias agudas e lavagens cerebrais.
Oferece-se boa remuneração, uma elevada possibilidade de continuação e progressão na carreira aos interessados em estagiar como exorcista profissional no GAS.
 
Foi na passada noite de 4 de Março que a Basílica Sé Catedral de Évora presenciou o grandioso churrasco académico com direito a uma completa ementa de grelhados mistos. Os demais participantes ajuntaram-se nas escadas para se deliciarem com os pratos principais: febras na brasa, entrecostas assadas, secretos de bandeiras com batatinhas e arroz, e perninhas de pandeiretas salteadas. No final da noite houve ainda tempo para dialogar sobre as complexas cientificidades da educação e realizar testes para averiguar variações de temperatura e humidade das caixas de multibanco.
 
Concluiu-se que as caixas de multibanco são quentes e húmidas.

 

O Presidente egípcio foi deposto pelo Grupo Académico Seistetos já há mais de 2 meses. Nenhum orgão de informação ou comunicação se apercebeu da mudança. Na realidade o último vídeo que assitiram do Presidente Mubarak a passar alguns poderes ao Vice-Presidente foi feito na sala 272 do CES sobre coação. O estado impecável em que se encontrava Mubarak deveu-se ao facto de o GAS ter feito uma colecta para mandar limpar a seco o seu fato Armani na 5àSec do Modelo porque estava em promoção. O aparente bom estado físico deve-se à constante sujeição a trabalhos forçados na cisterna do CES onde se está a escavar um túnel para aceder às caves do Convento da Cartuxa onde se guarda um saboroso tesouro digno de faraós. Mubarak encontra-se na cisterna do Colégio do Espírito Santo desde que foi raptado por um grupo de escuteiros contratados para o efeito, vivendo das sobras do bar do CES e fumando cigarros de enrolar que crava ao Mauro.

A direcção do GAS está a ponderar enviar para a escavação também os Lentriscos do grupo, pois Mubarak está a ficar lento e nem na próxima vindima terão acesso ao néctar celestial da Cartuxa. Os Lentriscos já ripostaram com a criação de um grupo no Facebook para angariarem 1 milhão de manifestantes na sala 206 do CES contra as decisões da direcção do GAS e a favor da proibição dos maus-tratos e violência às uvas por parte das adegas nacionais que só pensam em fazer vinho.

 

Após as eleições o Grupo Académico Seistetos e a AAUÉ formalizaram a compra de um submergível para este grupo académico tendo por objectivo facilitar a deslocação do mesmo às suas actuações futuras após a subida do nível do mar, em caso de cheias ou iniciativa governamental de alargar o Alqueva. A aquisição deste submarino será inteiramente paga pelo orçamento anual total da AAUÉ a um prazo de 500 anos.

Algumas vozes de protesto, bandeiras e punhos se levantaram contra esta aquisição que dizem em nada beneficia os estudantes, argumentos perante os quais a direcção do GAS diverge admitindo que nem todos os estudantes saem prejudicados, pois eles também estudam de vez em quando e não saem prejudicados com o submarino, mas que antes preferiam um iate ou um jacto particular. 

Outras vozes contestam este alegado favorecimento alegando que estão a usar o dinheiro dos contribuintes e dos estudantes para o benefício de um grupo em particular e não para que a paz e o amor se espalhem pelo mundo. Segundo pudemos apurar junto de fontes seguras, a oferta do submarino serviu de moeda de troca pelo empréstimo de membros dos Seistetos para ocuparem cargos na dita Associação que já se encontrava moribunda há muitos anos.

Após esta notícia se tornar pública, a AAUÉ anúnciou que a falta de verbas disponíveis a fará tomar providências junto dos SASUÉ com o intuito de ofertar umas bifanas à malta dos restantes grupos académicos não abrangidos pelos serviços do submarino académico.

 
No dia 23 de Janeiro os portugueses do sexo masculino (mesmo), com mais de 17 anos e que tenham provado pelo menos 3 vezes água-ardente bagaceira na sua curta existência, poderão eleger o novo presidente dos Seistetos. As mesas eleitorais estarão abertas só da parte da manhã a partir das 06:00 horas até as 13:00 horas, período normal do funcionamento das tabernas típicas que acolhem logo pela manhã as mais diversas personagens em busca do seu mata-bicho matinal.
Esperam-se obter os resultados no dia seguinte após a ressaca das eleições. O futuro presidente eleito terá barra livre no estabelecimento do Sr. Manuel Fernandes com intuito de concretizar as celebrações oficiais da tomada de posse e da vitória da sua candidatura. A Casa Abílio Lopes ofereceu gentilmente uma garrafa de bebida fina para todos os membros da Comissão Eleitoral que funcionará em modo quermesse, tendo cada eleitor direito a uma rifa. Segundo a dita comissão sai sempre prémio.
Não deixe de votar no dia 23 de Janeiro no presidente dos Seistetos! Olhe que sai sempre alguma coisinha na rifa!

Páginas