Seistetos descobrem cura para a ressaca

Boatos correm que na Queima das fitas 2013, Seistetos irão aplicar a sua nova fórmula quase secreta. Fontes próximas da actual direcção afirmam que esta poção mágica surgiu por acaso, numa tarde de confraternização amena entre os elementos do grupo. Enquanto debatiam assuntos do foro académico, aspectos a melhorar na relação entre as tunas e perspectivas de futuro de alguns elementos como ponto em comum entre estes assuntos, eis que surgiu uma ideia…

A questão base era: Qual é o problema da bebedeira? A resposta: é a ressaca. O que causa então a ressaca? Dizem os peritos que são os conservantes aplicados ao vinho. Então eis a resposta: O grupo académico Seistetos desenvolveu um Vudu que faz com que os ditos conservantes apenas conservem, e não desbravem os cérebros dos estudantes na manhã seguinte.

Inquirimos então a nossa fonte acerca da forma como se entorpecem os ditos conservantes de modo a evitar a ressaca. Segundo o delator, o processo consta em cantar serenatas que o grupo académico desenvolveu ao longo dos anos, serenatas tão doces que fariam um pacote de açúcar morrer de diabetes! Os ditos conservantes perdem toda a eficácia nociva.

Quisemos saber então dos efeitos secundários associados a esta mistela, sendo que nos foi dada uma lista, reproduzi-la-emos seguidamente:

1- Vontade de comer morangos com chocolate derretido;

2- Vontade de passear na praia ao entardecer;

3- Vontade de pregar secas no pessoal acerca da importância da tradição;

4- Observar o por do sol com um cigarro pensativo;

5- Dar entrevistas com uma boina de pastor.

6- Pegar vacas com o “Mealheiro de fora”.

 

No entanto estes efeitos podem ser contra restados comendo um bitoque no fim da noite numa residência feminina.

Por fim o elemento delator enquanto limpava os óculos fundo de garrafa e se gabava de ser ele o génio por detrás do grupo lançou um repto: Venham provar o nosso elixir báquico afrodisíaco na queima, eu já provei e safei-me muito bem com umas centenas de miúdas…Ontem!