Queima dos Hospitais 2010

 

Fala-se em muitas queimas e pouco se fala da que é talvez a queima mais inflamável de sempre: a Queima dos Hospitais! Numa versão mais académica do Natal dos Hospitais, litros e litros de álcool etílico são usados para desinfectar ao contrário do que acontece noutros tipos de queimas. Durante uma semana todos os doentes hospitalizados, urgências, enfermeiros, médicos e outros serviços do funcionamento hospitalar são convidados a participarem nas actividades da queima.

O recinto será distribuido da seguinte forma: na recepção será a bilheteira; no bar estarão disponíveis comidas rápidas e ligeiras para acompanhar com bebidas de frutas e cerveja sem álcool; o palco principal será na sala de espera das urgências e consultas externas/internas dada a grande capacidade quer de lugares sentados quer de lugares em pé; a tenda electrónica será na garagem das ambulâncias dado ao som e a luz envolvente proporcionadas pelas mesmas e seus DJ's.

Uma queima sem tradições não é a mesma coisa, portanto esta queima conta com a tradicional Noite do Soro; a Noite da Bata e do Bisturi; a Noite das Corridas de Cadeiras de Rodas, a Noite das Transfusões e por fim o Dia da Alta. Grandes bandas, DJ's e muita animação ocuparão as entertidas noites hospitalares, tais como: Dr. Quim Bisturi, DJ. Linfócito, Os Sonda-gastrica, DJ Betadine, entre muitas outras surpresas a não perder.