BANDOLIM (Bonita Agregação Nacional Diferente Orgulhosamente Limitada e Internacional Mékié)

 

O que é nacional é bom, já diz o slogan. Mas o que é internacional é melhor! Diz-se que dá mais prestígio e tal! Por isso os nossos repórteres preparados para as situações de risco e bate-e-foge trouxeram-nos notícias esplêndidas sobre um evento chamado "BANDOLIM" que decorreu numa aldeia grande do Alentejo profundo, esquecido e ostracizado. Sem dúvida um grande acontecimento dado que o burgo decidiu "oferecer" ao povo a oportunidade de assistir a uma festa privada entre gente fina. Tudo se passou na mais solene pompa e circunstância, estava tudo tão preocupado com a perfeição que alguns participantes fizeram fila na retrete com tamanha ansiedade. O fim das festividades ocorreu com o decapitar de algumas cabeças e sacrifícios humanos ao deus baco, tendo como surpresa final o show de ilusionismo por parte do contador de anedotas "Bata Branca".